Voltar para os artigos

Adestramento: não dá para viver sem

Ensinar os comandos básicos para o peludinho é divertido e prazeroso, já que aumenta a sinergia entre cão e dono e facilita muito a vida! Que o diga quem consegue “domar a fera” na hora em que chega aquela visita idosa, na consulta ao veterinário ou até nos passeios do dia a dia. Ter um cachorro treinado é uma mão na roda, além de nos encher de orgulho, e o aprendizado pode começar cedo, por volta dos dois meses de idade. Vale lembrar que “cachorro velho também aprende truque novo”, ou seja, mesmo que o seu amigão tenha mais idade pode, sim, aprender e se beneficiar dos comandos de obediência.

Prontos para começar o adestramento? Você vai precisar de 20 minutos por dia (só treine seu cachorro quando vocês dois estiverem calmos e relaxados) e de petiscos, brinquedos ou clicker para recompensa – afinal, nada na vida é grátis, nem mesmo fazer o que o dono quer! O mais importante, no entanto, é consistência: repita os exercícios todos os dias até que o peludo tenha aprendido direitinho, e depois continue executando os comandos com frequência.
Não tente ensinar tudo no mesmo dia. Só avance para o próximo comando quando seu amigão executar corretamente o anterior. Isso evita que você se sinta frustrado e peludo confuso, o que só atrapalha o treinamento. Motivação, perseverança e bom humor são essenciais.

SENTA

adestramento-senta2

Um comando ma-ra para manter o cão calmo quando recebemos visitas, para que ele não risque todo o carro na euforia de pular para dentro ou para que não assuste um possível companheiro de brincadeiras que encontrar no passeio.

  • Escolha uma recompensa que deixe seu cão maluquinho: biscoitos, brinquedos, etc.
    Segure-a em frente ao focinho do peludo. Diga SENTA e mova a recompensa para cima em direção à cabeça do animal.
  • Se o cachorro não sentar naturalmente, empurre levemente o traseiro dele para baixo e repita o comando. Atenção: não force a coluna do cachorro empurrando com força.
  • Não repita o comando sem parar, como um disco riscado: pronuncie SENTA alegremente e com voz suave. Se o bicho não entender o que você deseja, espere alguns minutinhos e repita o exercício.
  • Faça muita festa e dê a recompensa quando ele sentar.

DEITA

adestramento-deita

Ótimo para quando precisamos que o cão fique quieto ou se acalme, por exemplo em um bar ou restaurante pet friendly, na antessala do consultório veterinário ou quando recebemos visitas. Para aprender o comando DEITA ele deve atender ao SENTA.

  • Muna-se de petiscos ou das recompensas preferidas do seu peludo.
  • Dê o comando SENTA e mostre a recompensa.
  • Abaixe a recompensa aos poucos, no nível do focinho, até que ele encoste a barriga no chão.
  • Entregue a recompensa.

NÃO

adestramento-nao

Este comando significa: pare de fazer o que está fazendo (ou intenciona fazer) imediatamente, e também nem pense em pegar isso. Você terá, naturalmente, INÚMERAS oportunidades de treinar este comando!

  • Fale para o peludo sentar e mantenha-o na guia.
  • Coloque algo atraente próximo ao cão – um pedaço de carne, por exemplo.
  • Assim que ele tentar abocanhar a carne ou a guloseima, segure-o usando a guia e diga um sonoro NÃO (apenas uma vez). Não associe o comando ao nome dele, ou seja, não diga NÃO TOTÓ, e sim apenas NÃO.
  • Recompense-o se ele não avançar na carne.
  • Repita o exercício até ele entender o comando e só depois libere-o da guia.

FICA/VEM

adestramento-nao

Muito útil quando abrirmos a porta de casa ou do carro e não queremos que o cão saia desembestado e até correndo riscos, também é excelente para fotografar o bichão. O comando VEM é essencial para que o animal aprenda a voltar sempre que for chamado.

  • Mantenha o peludo em uma guia longa.
  • Dê o comando SENTA.
  • Dê o comando FICA, mostrando a palma da mão espalmada, e dê alguns passos para trás (certifique-se primeiro que está em terreno seguro!)
  • Se o animal se mantiver sentado no local, chame-o alegremente com o comando VEM e recompense-o muito.
  • Vá aumentando aos poucos a distância entre vocês, sempre mantendo o animal na guia longa. Quando estiver seguro do aprendizado pode repetir o exercício sem a guia, desde que vocês estejam treinando em um local seguro (no quintal, em parques fechados, etc.). Nunca coloque seu amigo em risco!

ATRAVESSA

adestramento-fica-vem

Pouquíssimas pessoas treinam este comando, mas ele pode salvar a vida do seu cachorro. Só permita que o seu cão atravesse uma rua, mesmo estando na guia com você, depois de dar o comando atravessa. Esta palavra mágica será a autorização para ele sair de uma calçada. Esperamos que nunca aconteça, mas seu um dia o seu cachorro fugir ou a guia arrebentar, a tendência é ele ficar parado na calçada, esperando o comando para seguir em frente.

  • Durante a caminhada com seu peludo, sempre na guia, peça para ele sentar diversas vezes.
  • Na calçada, antes de atravessar a rua, dê o comando SENTA.
  • Quando ele estiver sentado, dê o comando ATRAVESSA e cruze a rua.
  • Faça um carinho no dorso ou dê um petisco quando chegar ao outro lado da rua.

LARGA

adestramento-larga2

Imprescindível para não termos que lutar com o cão quando ele pega algo que não devia: suas meias, óculos, etc. Pratique com os brinquedos dele, ao jogar bolinha, ou para finalizar a brincadeira de cabo-de-guerra.

  • Dê o comando SENTA.
  • Ofereça um brinquedo que ele adora e deixe que o peludo o segure na boca.
  • Em seguida, mostre um petisco – a tendência é que o bichão abra a boca para pegar a guloseima, e nessa hora, dê o comando LARGA.
  • Repita o exercício até ter certeza que o animal aprendeu o comando – certamente não faltarão oportunidades para você praticá-lo.

DEIXA VER

adestramento-deixa-ver

Se todo cachorro fosse treinado para deixar ser examinado, ninguém teria problema para cortar unhas, limpar orelhas, olhar a boca e tocar outras partes do corpo do seu cão. Não espere passar vexame no veterinário para ensinar este comando.

Pratique em casa, quando o bichão está meio sonolento e disposto a ser acariciado.

  • Comece a mexer delicadamente na barriga, nas orelhas, entre as patas, repetindo o comando DEIXA VER com voz suave. Abra suavemente a boca do animal, mexa na gengiva, nos dentes, sempre repetindo o comando.
  • Outra possibilidade é treinar o comando durante a escovação, quando o peludo está mais tranquilo. Escove seu dorso e “vasculhe” o pelo delicadamente, repetindo DEIXA VER. Faça o mesmo nas patas, entre as orelhas, etc.
  • Ao final da “investigação”, premie o peludo com um petisco bem gostoso.

Lembre-se que o sucesso no treinamento básico de obediência está associado à paciência e persistência. Alguns animais aprendem com mais facilidade do que outros, mas isso não pode ser motivo para desistir. Além das inúmeras utilidades no dia a dia, esses comandos vão reforçar os laços de amor e amizade entre você e seu cão. Vale a pena!

Claudia Pizzolatto e Regina Ramoska


Deixe um comentário 2 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 comentários em “Adestramento: não dá para viver sem”

  1. meire disse:

    vcs faz adestramento pessoal…Qual valor?

    1. BitCão BitCão disse:

      Olá, Meire, não fazemos, somos uma petshop virtual 🙂