Voltar para os artigos

Como dar um banho gostoso e saudável no seu bichão?

Banho é sempre bom (os peludos acrescentariam “bem de vez em quando”…), mas nem sempre o que vale para nós funciona para os nossos amigos de quatro patas. Em épocas de apertar o orçamento, ou se o seu peludo atravessa a rua quando passa na frente do banho e tosa, o jeito é arregaçar as mangas e entrar no chuveiro junto com ele!

Aqui vão as nossas dicas para fazer o banho do seu amigão muito mais tranquilo e agradável:

1- Banho sem ficar apertado – Dê um passeio rapidinho antes do banho para seu amigo se aliviar;

2 – Sem surpresas é melhor – Pegue tudo o que vai precisar para o banho (shampoo, escova, toalha, paninhos), assim não vai ter que parar no meio e ficar com um cachorro molhado e ansioso;

3 – Tudo é mais gostoso com recompensa – Aproveite e leve uns pedacinhos de petiscos para premiar cada uma das etapas bem sucedidas, até mesmo quando seu peludo simplesmente entrar no local do banho e estiver calmo;

4 – Cheirinho até debaixo d’água – Deixe o cão cheirar todo o equipamento que será usado no banho.  Luvas, banheira, vidro de shampoo, escova, etc. Ao final, dê um pedacinho de petisco;

5 – Água devagarzinho – Se você dá banho no seu banheiro, invista em um chuveirinho manual.  Fica muito mais fácil do que dar banho debaixo do chuveirão;

6 – Um banho sem tropeços (e nem escorregões) – Um tapetinho de borracha vai fazer o peludo se sentir mais seguro e, claro, ajuda a prevenir acidentes;

7 – Entre o quente e o frio – Procure dar banho em um lugar que você possa fechar a porta, assim o cão não fica desesperado para fugir (e sair correndo como um maratonista). Se não for no banheiro, escolha um lugar abrigado do vento. Nunca dê banho com água quente, mas procure quebrar a friagem, principalmente se o seu cão for filhote, ou um senhorzinho, ou senhorinha;

8 – Gentileza gera gentileza – Tenha paciência, seja gentil com seu amigão. Vá trabalhando aos poucos e dando tempo para o cão se acostumar com o desconforto do banho;

9 – De cima para baixo – Faça uma “coleira de espuma” em volta do pescoço do peludo para evitar que as pulgas (se houver) corram todas para a cabeça do bichão. Depois vá massageando o shampoo do pescoço para o rabo. Volte para a cabeça e finalize ali;

10 – Arde ou não arde? – Use sempre shampoo para cachorros formulado para não arder nos olhos. Mesmo usando um shampoo assim, não deixe a espuma entrar nos olhos dele, pois pode causar desconforto ou irritação;

11 – Hummm… massagem relaxante – Uma massagem bem gostosa ajuda a espalhar o shampoo e remover a sujeira, mas o melhor é o carinho que você dá para o bichão. Você também pode usar uma escova para fazer a massagem, mas sempre termine usando seus dedos, pois nada é igual à mão da pessoa amada (pelo cão);

12 – Tá limpo – Enxague bem, até a água sair bem limpinha e o pelo ficar sem nenhum sinal de resto de shampoo;

13 – Enroladinho e com carinho – Não economize na qualidade da toalha. Quanto maior e mais felpuda, melhor ela vai enxugar seu cão e facilitar a sua vida. Feita de maneira gentil e delicada, a etapa da toalha funciona como um grande carinho e uma recompensa pelo bom comportamento (ou pelo menos tolerância) durante o banho. Se o pelo for longo, não esfregue muito para frente e para trás para não deixá-lo excessivamente embolado;

14 – E por falar em enrolado e embolado – Ainda com o pelo úmido, aproveite para aplicar um desembaraçador e evitar aqueles puxões horríveis na hora de escovar, além de deixar o pelo muito mais brilhoso e macio. Se o pelo for curto, você pode optar por um creme hidratante pós-banho, que deixa o pelo macio e prolonga o cheirinho gostoso;

15- Xixi logo depois do banho também é bom – Saia com ele assim que terminar a sessão da toalha para ele se aliviar novamente;

16 – Pelo bom ou pelo mau – Não precisa esperar o fim do banho para dar pedaços de gostosura para o seu amigão. Você pode recompensá-lo durante o banho todo, assim ele vai ficar cada vez mais tranquilo na hora do banho. Mas, se o seu amigão não é tão amigão assim quando precisa da sessão limpeza, você pode pensar em usar uma focinheira.

Mas por que tomar banho?

Na história humana, o banho já foi considerado importantíssimo para a saúde, já foi deixado de lado, voltou à moda, foi limitado, e hoje se recomenda que seja só pelo tempo necessário, para poupar água e energia. Mas, mesmo que seja só de vez em quando para os cães, o banho é um agente de beleza e saúde, pois a pele é a principal barreira que impede a entrada de microrganismos, bactérias e agentes agressores e nocivos no corpo dos nossos bichos.

Na pele existem algumas bactérias que servem como “guerreiros”, combatendo outros seres microscópicos e causadores de doenças.  No entanto, é importante que essas bactérias “guerreiras” não se desenvolvam de forma exagerada, pois desta maneira a pele também sofre danos e podem surgir infecções. Um dos possíveis indicadores de que existe um ambiente propício para esse desequilíbrio é um cheiro ruim no seu peludo, já que o acúmulo de sujeira altera o pH da pele que, por sua vez, é a principal causa do desenvolvimento exagerado das bactérias comensais (as que nos referimos como guerreiras).

Um bom banho remove a sujeira e o excesso das bactérias, mantendo a saúde da pele, do pelo, e do peludo, contanto que o shampoo usado seja próprio para nossos amigos de quatro patas e com pH adequado.

Deixe um comentário 5 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 comentários em “Como dar um banho gostoso e saudável no seu bichão?”

  1. nalva disse:

    gostaria muito de saber se agua termal faz bem para o caso de alergia pois meu cao se coça muito chega se fere moro em uma cidade rica em esse tipo de agua

    1. BitCão BitCão disse:

      Nalva, alergias e coceiras podem se dar por vários motivos. O ideal é levá-lo ao veterinário para identificar o problema do peludinho e tratar adequadamente.

  2. patricia disse:

    este shampoo e neutro?

    1. BitCão disse:

      Olá Patricia, seguem os diferenciais deste produto:
      • Usa Essências Florais para o tratamento terapêutico dos comportamento inadequados;
      • Utiliza flores e plantas colhidas na natureza sob os preceitos da energização solar;
      • Não contém sal nem parabenos;
      • Fragrâncias gostosas e duradouras;
      • Não irrita a pele e não arde nos olhos (nós testamos nos nossos olhos e cabelos);
      • Faz menos espuma facilitando o enxague;
      • Possui água termal na sua formulação.

  3. Tayomara disse:

    MUITO BOM ESSE SITE,BEM EDUCATIVO,E MUITO BEM EXPLICADO,PARABÉNS.