Como educar um cachorro?

Postado em 09 de Junho de 2013 por BitCão. Existem 1 comentário(s).

UM BOM COMEÇO FAZ TODA A DIFERENÇA!

 

Ainda hoje são poucas as pessoas que têm uma noção real da importância que os primeiros meses de vida, e até mesmo as primeiras semanas de vida, exercem sobre a vida adulta dos nossos cães e, conseqüentemente, sobre a nossa relação com eles.As necessidades dos filhotes são muitas, e não são só vacinas e alimentação. Filhotes precisam da interação com cães e pessoas diferentes. Precisam de supervisão, carinhos, educação, estímulos físicos e mentais positivos, exercícios, e muita paciência, entre outras coisas.
Muitas vezes é justamente pela nossa falta de conhecimento que as coisas começam a dar errado e acabam virando um grande problema. Cães medrosos, ansiosos, agressivos, ciumentos, destruidores, sem noções de higiene, inseguros, e sem entender que podem ser felizes como "cães"são alguns dos problemas mais comuns que encontramos nos nossos amigões, e que poderiam ser evitados, em grande parte, se nós tivéssemos alguns cuidados extras.

O PRIMEIRO GRANDE PASSO para termos um filhote mentalmente saudável (considerando que já escolhemos a raça ideal e que os filhotes possuem o comportamento padrão da raça) é não retirar o filhote da companhia da mãe e dos irmãos, de forma alguma, antes dele completar 50 dias de vida. Pode parecer bobagem, mas os filhotes, nesta idade, passam por mudanças bruscas e drásticas no seu desenvolvimento e na sua capacidade de perceber o mundo ao seu redor. Muitos criadores liberam os filhotes com 30 dias (porque a mãe já não quer dar de mamar), ou na melhor das hipóteses com 45 (depois de tomar a primeira dose da vacina), mas para o filhote isso é péssimo.

Embora a mãe não amamente mais os filhotes, suas broncas, rosnados e eventuais "avançadinhas" são vitais para o filhote aprender a aceitar ser disciplinado por um ser mais elevado na hierarquia do grupo, a respeitar os limites impostos por um cão mais velho, e, inclusive, que certos comportamentos inadequados serão punidos. Também é a mãe, que a partir do trigésimo dia de vida do filhote, começa a ensinar as regras básicas de higiene para o filhote, principalmente se esta mãe estiver adequadamente educada para usar uma área restrita como banheiro.

Com os irmãos o filhote irá aprender a brincar delicadamente, irá desenvolver seus instintos caninos, aprenderá a importância e a segurança que a matilha representa e irá finalmente consolidar a sua "identidade" enquanto cão. Só para termos uma idéia melhor da importância que tem o filhote ficar com a sua família canina até os 50 dias de vida, é observarmos o desenvolvimento emocional destes peludos. É justamente entre o 42º e o 49º dia de vida do filhote que ele está mais suscetível as impressões causadas pelo convívio com outros cães. Em nenhum outro momento da vida deste bichinho esta janela estará tão aberta para que ele entenda a linguagem canina como a linguagem da sua própria espécie. Entre o 49º e o 56º dia de vida o filhote está na sua melhor fase para se juntar aos humanos. Apenas uma única semana de diferença pode impactar toda a percepção do filhote sobre si mesmo, sobre a sua própria espécie e sobre o mundo que o cerca.

Cachorros retirados antes do tempo da sua matilha canina tendem a ter um comportamento arredio, medroso e até mesmo agressivo com outros cães. Tendem a ser inseguros, possessivos e/ou dependentes para com os seus donos, e ansiosos ao serem deixados sozinhos por um período de tempo maior.

 

 

O SEGUNDO GRANDE PASSO é a adaptação do filhote á sua nova família. É importantíssimo que este filhotinho tenha tempo para se ajustar a sua nova família, e que nós tenhamos paciência para não começar a colocar pressão demais sobre o pequeno. Alguns donos planejam que seus cães durmam sozinhos durante a noite. Alguns vão dormir trancados na cozinha, ou na área de serviço, outros vão dormir do lado de fora da casa, ou presos em um canil.

Se for este o seu desejo deixe, pelo menos, que o filhote durma durante a primeira semana ao lado da sua cama, ou junto de algum outro membro da família. Mesmo que a gente tenha que acordar algumas vezes para levá-lo até o jornal, esta é uma prática que será recompensada. Filhotes costumam chorar muito durante as três primeiras noites, pois se sentem muito "abandonados", já que saíram da companhia da mãe e dos irmãos, além da casa e família humana que eles conheciam e se sentiam seguros, para ir morar com pessoas totalmente estranhas. Se você põe o filhote para dormir com você, ele até pode chorar um pouquinho, mas o peludo vai se sentir muito mais seguro e apegado à sua nova família se puder passar a noite juntinho, do que se ele tiver que enfrentar a noite toda só.

E depois quando eu tiver que colocar para fora, o bicho não vai gritar e espernear? Vai! Mas ele vai sofrer muito menos, pois já estará mais acostumado ao seu novo lar. Deixar o filhote dormir com vocês vai diminuir as chances dele se tornar ansioso, destruidor, latidor e medroso quando ele tiver que ficar sozinho em casa. Alguns produtos vão ajudar o filhote a superar com maior facilidade este período transitório.

Outro "engano" que as pessoas cometem é forçar logo na primeira semana o filhote a fazer xixi e cocô no lugar certo. Veja bem, eu não estou dizendo que o filhote não deva ser ensinado e encaminhado ao jornal. Isso é bom, importante e positivo. O que não devemos fazer é bater, esfregar o focinho, deixar trancado, ou de castigo, um filhote que acabou de chegar e que ainda não tem laços fortes conosco. Excesso de pressão nesta fase (e não vamos esquecer que a primeira fase do medo ocorre normalmente entre a 7ª e 11ª semana de vida do filhote), pode deixar seu filhote arredio, fazendo xixi e cocô escondidos, para o resto da vida, pode fazer com que o filhote passe a comer seu próprio cocô para esconder "a prova do crime" (embora filhotes possam comer seu próprio cocô por outros motivos), ou pode simplesmente tornar o seu filhote em um bicho que está sempre assustado e nervoso.

Para ajudar o filhote a fazer xixi e cocô no lugar certo é preciso MUITA supervisão, durante o dia todo. Para nos ajudar a manter a casa mais limpinha podemos usar o Tapete Higiênico Chalesco que tem fitas adesivas para não sair voando no vento e para desestimular seu filhote a puxá-lo para um cantinho e picar, pedacinho por pedacinho. Aliás, se você usa jornal em uma área que venta muito, experimente manter o jornal grudado no chão, fazendo uma "moldura" do tamanho da área que você quer que seja usada como banheiro (seja generoso com o seu bichinho), com tubos e curvas de PVC. Encha os tubos com areia, para eles ficarem mais pesados e segurar o jornal sem problemas. A moldura de PVC é também uma ótima referencia visual para o seu filhote aprender mais rápido a usar uma área restrita. Além disso, a moldura de PVC pode ser lavada todos os dias, sem ficar estragada por isso.

Um portãozinho como a Grade para Portas Tubline ajuda a manter o peludo em um lugar restrito, sem que ele se sinta isolado ou aprisionado, diminuindo consideravelmente a ansiedade provocada por portas maciças fechadas.

Se o seu filhote já tem o hábito de brincar ou comer as próprias fezes, você pode tentar usar uns comprimidos feitos de produtos naturais e totalmente seguros para o seu filhote chamado Anti-Coprofágico Coprovet (antigo Deter), que deixa um sabor desagradável nas fezes do seu filhote. Parece incrível que seja preciso adicionar qualquer coisa para tornar um cocô com gosto ruim, né? Mas a verdade é que as fezes não são nojentas para os cães.

E finalmente, ainda para ajudar a manter a nossa casa limpinha e cheirosa, temos o Enzimac e o Repell Pet, onde um produto limpa, e o outro coloca um cheirinho de citronela, que ajuda a manter os peludos afastados dos locais tratados com este produto.

 

 

O TERCEIRO GRANDE PASSO é facilitar as coisas para que nosso amigão aprenda sempre de maneira positiva, cheio de autoconfiança, e se sentindo feliz em nos agradar. E se você pensou que estou falando só do treinamento formal de obediência, se enganou. Coisas do dia-a-dia também precisam ser ensinadas para os nossos filhotes, para que eles possam se adequar ao estilo de vida dos humanos e às regras que nós impomos.

Goodie BallCasco de Vaca, e Osso de Corda são ótimos substitutos para filhotes que gostam de exercitar suas mandíbulas e massagear suas gengivas doloridas com a chegada dos dentes de leite e com a troca para os dentes definitivos (mais do que vontade de morder, eles têm necessidade de morder), que adoram roer os móveis, tapetes, sapatos (e quem mandou deixar sapato largado pela casa?!), e até mesmo nossas mãos e pés. Também são ótimos companheiros quando o filhote precisa ficar muito tempo sozinho.

Mas por que estes brinquedos são especiais? A Buddy Ball, é uma bola feita de borracha maciça e ultra resistente, e no meio da bola existe um orifício, cheio de "dentinhos" que ajudam a segurar uma guloseima qualquer dentro dela. O seu filhote não vai ficar estimulado a brincar com a Buddy Ball só porque ela tem uma consistência firme, só porque ela rola e quica com movimentos inesperados, mas também porque ela guarda uma grande recompensa para os cachorrinhos mais determinados, insistentes, persistentes, e inteligentes. Os pedacinhos da gostosura (pode ser um biscoito de cachorro, por exemplo), vai sendo liberado aos poucos e o seu peludo terá horas de diversão garantida.

Casco de Vaca tem uma textura muito semelhante às da madeira, ao ser roída. É muito mais resistente e segura do que os ossinhos de couro, tem um cherinho especialmente atraente para os cães que gostam de "roer uma caça", e dura cerca de 1 semana. Diverte os cães roedores sem estragar o apetite deles.

Osso de Corda é um ótimo substituto para cachorros que gostam de enterrar seus dentes em coisas macias, como almofadas, tapetes, cobertores, etc. Feito de algodão natural, os vários fios podem ser apertados por mandíbulas poderosas, massageando a gengiva do seu filhote, sem danificar seus móveis. Pode ser lavado na máquina de lavar, ficando novinho para um turno de brincadeiras.

OBS.: Embora a BitCão só trabalhe com produtos testados, aprovados e seguros para os cachorros, nenhum brinquedo novo deve ser deixado com o seu filhote, sem a supervisão de um adulto. Alguns cães podem arrancar pedaços de brinquedos e engoli-los, colocando a vida do nossos amigos em perigo. Certifique-se de que o tamanho e a resistência dos brinquedos são adequados para o seu cãozinho. Qualquer suspeita de que o seu cão engoliu algum objeto estranho, ligue imediatamente para o seu veterinário e peça orientações.

O Petisco BioDog Bifinhos são essenciais quando queremos premiar (e devemos premiar nossos filhotes sempre que eles fazem alguma coisa certa) nossos peludos. Depois de fazer o xixi e o cocô no lugar certo, quando atendem ao nosso chamado, quando nos deixam pentear, escovar, cortar unha, limpar dentes e ouvidos, ou quando chegamos em casa e está tudo perfeitamente no lugar.

Petisco BioDog Bifinhos é bom porque além de ter um sabor muito atrativo, ele é facilmente partido em pedacinhos bem pequenos (para não deixar nosso filhotes gordinhos demais), cabem facilmente dentro da Buddy Ball, são fáceis de carregar com a gente, mesmo na rua, e o cachorro não leva uma eternidade mastigando, o que dá tempo do filhote se distrair quando estamos tentando treinar o bichão. Seu cheirinho "enlouquecedor" ajuda muito a manter o interesse do filhote, principalmente quando escondemos alguns pedacinhos pela casa, antes de sairmos para trabalhar, deixando o nosso amigão encontrar pequenas surpresas deliciosas enquanto estamos ausentes.

Bom, é claro que esta é uma mensagem que visa esclarecer o uso de alguns dos nossos produtos, mas, muito mais do que isso, queremos deixar aqui algumas idéias importantes para que você possa se tornar o grande amigo do seu cão, fazendo da sua vida e da vida dele uma experiência alegre e gratificante. Se você gostou das nossas dicas e gostaria de saber mais sobre a psicologia canina e como solucionar os principais problemas de comportamento, inclusive dos filhotes, não deixe de ler o nosso Manual do Cachorro. Temos certeza de que vocês irão gostar.

 

Copyright Cláudia Pizzolatto - 2001 - Todos os direitos reservados.
Este artigo tem seus direitos autorais protegidos por lei. É permitida a sua reprodução sem alterações desde que sejam colocados o nome da autora  e o link para a webpage da BitCão.


Este post foi publicado em Obediência e Treinamento

1 Resposta à Como educar um cachorro?

  • muito boas as dicas

    Publicado em 07 de Dezembro de 2013 às 10:22

1 Item(s)

Comentarios
Depoimentos

17/07/2016

Fiz uma compra da coleira Gentle Leader, que na web tem várias cópias, e no dia seguinte da compra recebo um SMS dos correios dizendo que minha encomenda já estava na rua para entrega. Minutos após, outro SMS de encomenda entregue. No dia seguinte! Show!

Alex

14/07/2016

Há muitos anos sou cliente dessa loja, e durante todo este tempo ela vem mantendo o mesmo alto nível de atendimento ao cliente, qualidade dos produtos e pontualidade na entrega deles. 

Sônia

13/07/2016

Muitos produtos disponíveis para compra. Facilidade no processo de compra. Informações sobre os produtos de fácil entendimento.

Patrícia F.

12/07/2016

Sempre encontro o que procuro nesta loja. E sei que chega no prazo, as vezes antes do previsto, e bem embalado. Valeu!

Vera

Por favor aguarde...