Voltar para os artigos

É hora de brincar! (e comer, passear…)

blog_3

A constatação de que os cães não têm a mesma noção de tempo que os humanos poderia aliviar nossa culpa quando nos empolgamos numa festa e demoramos mais que o previsto para voltar para casa. Quem nunca? O tempo vai passando com a conversa gostosa e a agonia bate mesmo quando estamos prestes a abrir a porta, nos sentindo culpados pela ausência e repetimos para nós mesmos: “Totó vai achar que eu só fui lá fora pôr o lixo e estou voltando! ”. Bem, até outro dia acreditava-se que os cães não diferenciavam 15 minutos de dois dias – o fato de estarmos fora e voltarmos era sempre motivo para uma recepção efusiva. Mas trate de ser mais pontual ou compensar seu bicho pela ausência: segundo uma pesquisa da Universidade de Kentucky, nos Estados Unidos, embora os cachorros não saibam “ler as horas” de forma linear, são capazes de reconhecer e responder a diferentes períodos de tempo graças ao seu relógio interno. Ou seja, se a festa se estendeu você tem grandes chances de ser recebido por seu cachorro tal qual o aniversariante – com muita festa. Duro mesmo é lidar com o nosso remorso. : )

A compreensão de tempo dos cães é fundamentada em termos concretos, especificamente aqueles que se relacionam com o presente: quanto tempo desde que você saiu, ele comeu, foi passear. Por isso não adianta brigar com o bicho quando você chega em casa e encontra o sofá despedaçado: ele não se lembra mais da arte feita há quatro horas. Mas sabe, sim, se você saiu apenas há alguns minutos ou esteve fora o dia todo, e isso afeta o seu humor. O estudo mostrou que quanto mais tempo o bicho passava longe do dono, mais excitado ficava no retorno – peludos equilibrados podem se chatear quando o dono sai de casa, mas a maioria vai simplesmente dormir e esperar pela volta – graças ao seu instinto natural de viver o momento – e comemorar o retorno. Por outro lado, para os que sofrem de ansiedade de separação, a diferença entre uma e cinco horas pode transitar da agitação leve para um ataque de pânico.

Brinquedos interativos são uma boa ideia para cães que passam muitas horas sozinhos, mas se o período realmente for longo, considere pedir apoio a um vizinho, pet sitter, deixá-lo numa creche, etc. Os cães são animais sociáveis, e mantê-los trancados por 10 horas por dia pode contribuir para comportamentos destrutivos ou problemas comportamentais.

 

Hora do almoço!

Muitos donos percebem que seus cães sabem exatamente o horário das refeições, do passeio ou quando seus entes queridos estão prestes a voltar para casa. Como nós e diversos animais, o sentido do tempo dos cachorros está associado aos ritmos circadianos. Nós, humanos, somos em geral (ou adoraríamos ser) mais ativos durante o dia. Dormimos de seis a nove horas por noite (com sorte),mas os cães o fazem em diversos períodos mais curtos, tanto de dia quanto de noite.

O ritmo circadiano é governado por nossos genes, mas depende, também, da luz, temperatura ou de fatores sociais, como as refeições regulares. Nos cães, funciona como uma espécie de relógio interno que avisa que é hora de comer, brincar, passear (talvez seja por isso que eles fazem questão de lamber nossa cara às seis da manhã, horário em que despertamos habitualmente, em pleno domingo). Eles também são ótimos observadores e associam nossas atitudes – como calçar o tênis – com o que acontecerá. Portanto, não decepcione seu melhor amigo: dedique todo o tempo possível a ele – tenha certeza que isso só fará bem a vocês!

 

Regina Ramoska e Cláudia Pizzolatto

Deixe um comentário

2 Comentários em "É hora de brincar! (e comer, passear…)"

Notify of

Ana Claudia
1 ano 2 meses atrás
Tenho muita tristeza quando penso que meus dois filhos de quatro patas ficam o dia inteiro sozinhos me esperando pois trabalho em tempo integral no centro e não posso estar com eles na metade do dia. Sempre que tenho uma folga prefiro ficar ao lado deles do que sair. Às vezes até deixo de ir à academia malhar para estar com eles ! Mas quando estou em casa com eles procuro sempre levá-los para passear, tomar sol, etc, eu e meu marido nos revezamos e levamos eles à rua pelo menos 2 vezes ao dia, é o melhor que podemos… Read more »
Greice Monteiro
1 ano 2 meses atrás

Obrigada pelo artigo que faz a gente ter certeza do que já desconfiava… Inclusive muito veterinários ainda comentam que eles não tem noção de tempo. Eles tem noção de tempo, sim. Quanto mais eu me informo, mais vejo que tenho que aprender. Eu e maus peludos, agradecemos! <3

wpDiscuz