Voltar para os artigos

Me aperta que eu gosto

6906393_orig

Relaxar e curtir uma boa massagem é bom para cachorro (e gato!),e no sentido literal da frase: a técnica traz diversos benefícios para nossos amigos de quatro patas. Alivia dores musculares, ativa a circulação, reduz a incidência de problemas vasculares e diminui o estresse. Peludos idosos com artrite ou problemas na coluna costumam responder bem a esse tipo de estímulo, com melhora nas dores. Além disso, a massagem eleva no organismo os níveis de dopamina (neurotransmissor relacionado ao humor e alegria) e serotonina (que ameniza a irritação e regula o sono). Ela também aumenta os níveis de encefalina e endorfina, que atuam no alívio da dor e sensação de prazer.

Outro benefício é que a prática proporciona um momento só de vocês, e isso não só estreita os laços afetivos, mas desenvolve a confiança do animal (convenhamos, você deixaria qualquer um te alisar?). Isso acontece graças à ocitocina, hormônio intimamente ligado à sensação de prazer, bem-estar físico e emocional e sensação de segurança. De quebra, é uma boa hora para investigar cada pedacinho desse bicho que você tanto ama: no vaivém das mãos, observe se há algum carocinho, mordida de bicho, pulgas ou carrapatos. Se o seu animal resmungar ou tentar interromper a sessão quando você tocar em algum ponto, redobre a atenção e, se o desconforto persistir, leve-o ao veterinário. Não exagere no tempo e nem na pressão: animais mais agitados podem ter dificuldade em relaxar e permanecer deitados (mesmo numa sessão de cafunés terapêuticos!). Muitos gatos não gostam de carinhos na barriga – respeite!

 

Massoterapia

A massagem já vem sendo indicada como tratamento complementar em animais com doenças graves como o câncer – a massoterapia beneficia tanto o fisiológico quanto o psicológico, dando sensação de bem-estar e prazer ao peludo (fundamental nesse tipo de tratamento),restaurando o equilíbrio das estruturas corporais, amenizando dores, desconfortos e atuando até em bloqueios emocionais. É importante que essa massagem seja aplicada por profissionais, já que a manipulação errada pode contribuir para a disseminação da neoplasia.

Mas se o seu amigão está com a saúde em dia, mãos à obra! Ou melhor, à pata, orelhas, pernas… Coloque uma música suave, diminua a luz e inspire-se: escolhemos dois vídeos que mostram, passo a passo  (em Inglês),como proporcionar momentos muito especiais para você e seu peludo.

 

Regina Ramoska e Cláudia Pizzolatto

Deixe um comentário

1 Comentário em "Me aperta que eu gosto"

Notify of

Regina Oliveira
2 anos 2 meses atrás

Gostei da matéria! Muito importante saber destas dicas simples, porém importantes. Tenho uma gatinha que é muito stressada e por conta deste problema desenvolveu úlcera estomacal. Costumo fazer massagens e percebo mudanças no seu comportamento.

wpDiscuz