Voltar para os artigos

Olha o xixi! (mas olhe mesmo!)

xixi do cão

É só falar em xixi que muita gente treme na base – mas o tema, hoje, não é ensinar o peludo a acertar o banheiro (leia aqui), e sim o quanto é importante ficar de olho na urina do peludo. Bem… para isso você tem que saber onde ele se alivia!
 
Para os veterinários, a urina é um líquido precioso, capaz de apontar diversos problemas de saúde de acordo com a cor, frequência, odor e volume. Normalmente, ela é amarela e a tonalidade varia de acordo com a quantidade de água que ingerida pelo animal. Já reparou que quando nos hidratamos pouco o xixi fica escuro e “concentrado”? É a mesma coisa com os cachorros. Se a cor muda, é preciso buscar ajuda.
 

✔ URINA LARANJA: pode sinalizar icterícia, doenças do fígado, problemas da vesícula biliar, hemácias danificadas ou desidratação extrema.
 
✔ URINA COR-DE-ROSA OU VERMELHA: a causa mais comum dessa tonalidade é infecção do trato urinário, mas pode sinalizar doença hemorrágica ou de coagulação, traumas e até mesmo câncer.
 
✔ URINA MARROM: Voe para o veterinário! Pode haver sangramento no trato urinário, uma quebra dos glóbulos vermelhos, reação à exposição a toxinas ou danos musculares por lesão ou outro tipo de trauma.
Outro ponto que deve ser observado é a FREQUÊNCIA com que seu amigão faz xixi e qual a quantidade – ninguém melhor que o dono para saber se algo mudou!
 
✔ XIXI DEMAIS: Se o animal começa a beber muito mais água que o habitual, também vai urinar com mais frequência. Claro que em dias quentes, após a caminhada ou brincadeiras ele praticamente mergulha no pote, então observe mudanças no padrão do bicho ao longo do dia e em situações de repouso e, se necessário, leve-o ao veterinário. Diabetes, doenças renais, leptospirose e doença de Cushing dão sinais como esse. Uma dica para controlar a quantidade de água consumida pelo seu amigão é trocá-la todos os dias no mesmo horário, e manter a mesma quantidade na vasilha. Nunca deixe faltar água para o seu peludo.
 
torus01
 
✔ XIXI DE MENOS também é preocupante: se o cão está agachando e/ou soltando apenas algumas gotas ou jatinhos, pode estar com cálculos renais ou até um bloqueio no trato urinário, inclusive câncer – essa é outra situação de emergência, já que é por meio da urina que o corpo elimina as toxinas do corpo, que podem afetar o coração, a bexiga e outros órgãos.
 
O CHEIRO do xixi não é agradável, mas se houver alguma infecção na bexiga ou nos rins ficará forte e quase insuportável. Fique de olho nariz ligado!
 

Como observar essas mudanças

 
Tapetes higiênicos ajudam a monitorar a saúde do peludinho, pois qualquer mudança na cor, volume ou cheiro do xixi é facilmente observada. Mas o que fazer com o animal que só se alivia na rua ou na grama? Abaixe e olhe de pertinho! Vai parecer ridículo e realmente é, mas o que conta mais que a saúde do seu cão? Se ele estiver meio borocochô, muna-se de luvas e potinho esterilizado e colete um tantinho de xixi. Em caso de suspeita de sangue na urina, jogue água oxigenada no chão ou na grama – se espumar, corra para o veterinário.
 
bamboo01

Se a coleta for feita em casa, mantenha o bichão na guia no “banheiro” dele e faça massagem na bexiga. Quando ele ou ela começar a urinar, ponha o potinho (estéril, vendido em farmácia) embaixo. Uma pequena amostra é suficiente, mas é importante levar rapidamente para o laboratório ou clínica. Outra opção é pedir que o veterinário faça o procedimento no consultório.
 

Cláudia Pizzolatto e Regina Ramoska
 

Leia também:

 

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of

wpDiscuz