Voltar para os artigos

Por que os cães adoram coisas nojentas?

dirty-dog-header

Você já saiu para passear com o seu peludo de banho tomado, todo cheiroso, e se viu atônito quando, empolgadíssimo, o bicho rolou sobre o lixo ou carniça? Ou, tão ruim ou pior, comeu cocô como se fosse o prato mais saboroso do mundo? Às vezes a empolgação é tanta que nem o cachorro mais treinado atende ao comando “não”. Esses hábitos esquisitos, capazes de dar nó em nossos estômagos, podem ser, no mínimo, naturais para eles. Mas, afinal, por que isso acontece?

1. Por que meu cachorro cheira o traseiro dos outros?
Pelo mesmo motivo que você aperta a mão de uma pessoa que acabou de conhecer –para eles, trata-se de uma espécie de cumprimento. Os cães têm duas glândulas anais na entrada do reto que produzem um típico odor canino que dá informações sobre o sexo, raça, humor, etc. Esses “dados” são únicos: cada cão tem seu próprio cheiro, devidamente identificado por focinhos com 220 milhões de células olfativas – nós temos apenas 5 milhões.

2. Por que meu cachorro ama rolar sobre coisas fedidas?
Quem já não passou por isso? Você acaba de dar um banho em Rex e sai para um passeio. Um minuto de distração e danado está rolando sobre a carcaça de um animal morto há meses, ou no chão sujo de lixo, ou no cocô do cavalo. Embora isso possa ocorrer com todas as raças, parece que cachorros que foram originalmente desenvolvidos para caçar têm especial atração por este tipo de evento fedorento. Com base em observações de vários grupos de cães, chega-se à conclusão de que o que eles pretendem é capturar o cheiro no qual estão rolando (e não deixar o cheiro deles no objeto fedorento) e assim cobrir o seu próprio odor, o que ajudaria como disfarce no eventual encontro com uma presa. Uma outra interpretação é que, após capturar o odor de seu “precioso” achado e retornar ao seu grupo, o peludo é cheirado com extremo interesse e entusiasmo – ele estaria, assim, transmitindo informações sobre uma possível presa para o grupo e convidando-os para uma caçada.

3. Por que meu cachorro esfrega o bumbum no chão?
Por diversos motivos: o peludo pode estar com vermes, restos de fezes grudadas no pelo (eeeca!) ou até com carrapato na região anal. Outra possibilidade são problemas nas glândulas anais, que podem estar cheias – a esfregação ajudaria a aliviar o desconforto. Se você não conseguir identificar a causa e tratá-la, faça uma visita ao veterinário.

4. Por que meu cachorro “cisca” no chão depois do xixi ou cocô?
Para mostrar aos colegas que ele esteve ali e que aquele lugar já tem dono. Os cães têm glândulas entre as almofadas dos dedos e, ao arranharem o local onde urinaram ou defecaram, espalham seu odor, enviando a outros peludos mensagens olfativas.

5. Por que meu cachorro bebe água do vaso sanitário?
Talvez porque o pote de água dele esteja vazio e ele considere o vaso sanitário um bebedouro acessível! Em tese, além de nojento para você, o hábito não traz consequências, desde que não haja substâncias químicas como cloro ou pastilhas no vaso, que se ingeridas podem até ser fatais. Duro mesmo é pensar que, depois de matar a sede, o peludo pode lamber a sua boca. O jeito mais fácil de resolver é manter o bebedouro do seu amigão sempre cheio e a tampa do vaso fechada!

6. Por que meu cachorro come cocô?
O nome científico que se dá para o ato de comer as fezes (as próprias ou de outros animais) é coprofagia. Embora isso nos pareça totalmente nojento, para os cães esta não é uma atitude “escandalosa”. Um exemplo é a cadela que acabou de parir e come as fezes dos filhotes recém-nascidos – ela nunca vai deixar que os bebês fiquem num lugar sujo de excrementos. A coprofagia em filhotes mais velhos e em cachorros adultos pode estar relacionada a vermes ou problemas que interferem na absorção normal dos alimentos – peça para o seu veterinário checar todas as possibilidades, como verminose, pancreatite, deficiência de enzimas digestivas etc. Outro fator é alimentar: uma dieta inadequada, pobre em fibras e/ou proteínas, pode fazer com que o seu cão vá buscar estas substâncias nas fezes de um outro animal. Existe, ainda, a possibilidade de o cão estar comendo suas fezes para “esconder” as sujeiras – isso é bastante comum em cachorros que foram punidos com frequência, e ainda muito cedo. Maus hábitos de higiene também têm sua contribuição: filhotes que ficam presos em locais sujos podem desenvolver a habilidade de limpar a área por conta própria. Falta de atenção dos donos, tédio, solidão, medo e estresse emocional também podem deflagrar este comportamento impróprio.

7. Por que meu cão come seu próprio vômito?
É normal que os cães vomitem vez ou outra, especialmente se comeram muito ou rápido demais, se a comida está crua ou cozida, estragada, ou mesmo se o bicho estiver com problema de estômago, fígado, rins, etc. Mas provavelmente o que causa náuseas nos donos é vê-los comendo o próprio vômito – se é o seu caso, saia do local e deixe-o terminar a refeição, ou afaste-o carinhosamente antes de limpar! Eles comem de novo porque, bom, continua sendo comida e esse conceito de “nojo” não existe no mundo animal. 🙂

Deixe um comentário

3 Comentários em "Por que os cães adoram coisas nojentas?"

Notify of

Penha Cipriano
1 ano 8 dias atrás

Vocês são demais! Tudo bem explicado e uma leitura gostosa!

Lena
1 ano 2 meses atrás

Muito esclarecedoras as explicações. Obrigada!

Lais
1 ano 2 meses atrás

Gostei muito das explicações dos itens acima citados, esclareceu minhas dúvidas.

wpDiscuz