Voltar para os artigos

Quer fazer sucesso com as fotos do peludo? Confira essas dicas!

Fotografar Cães e Gatos

Nada melhor do que ter muitas fotos suas com seus peludos, em todas as fases da vida, para lembrar dos momentos mais preciosos com seu amigão. Mas como tirar fotos realmente boas?

Que bicho é esse?

Os animais de estimação podem desconfiar e se assustar com equipamentos fotográficos desconhecidos, especialmente se tiverem grandes lentes. Comece mostrando ao seu filhote a câmera ou o smartphone, tirando algumas fotos de teste e até deixando que ele cheire para que relaxe e as fotos fiquem mais naturais.

Relaxe

Os animais são como esponjas emocionais, e se você estiver estressado e ansioso, eles também se sentirão assim. Não queremos fotos de orelhas achatadas e olhares preocupados, não é? Respire fundo e lembre-se de se divertir! Não force o seu cão ou gato a uma pose ou situação que não seja natural para ele ou ela.

Xô, bagunça!

Antes de disparar o primeiro clique, observe se não há objetos interferindo no cenário. Você realmente quer ver aquela xícara vazia ao lado do seu gato? A mangueira do jardim serpenteia pela grama onde você está fotografando seu cachorro, adicionando um elemento esteticamente agradável às suas fotos? Ninguém precisa ver fotos do seu cachorro com uma lata de lixo transbordando no fundo.

Cuidado com os fundos brilhantes que podem afetar o que realmente interessa, a imagem do seu bichinho. Prefira os neutros e tenha os mesmos cuidados com fotos de humanos, evitando cortar a cabeça ou as patas do peludão.

Siga a luz

Boa luz é tudo na fotografia, especialmente nas de animais de estimação, já que o uso do flash resulta em olhos vermelhos ou como faróis de milha.

Evite fotografar em salas escuras ou em dias muito nublados. Prefira fotos pela manhã e no final da tarde, quando a luz é mais suave – a do outono é uma das mais lindas!

Olha o ossinho!

Os olhos são a parte mais expressiva do rosto de um animal, por isso, se você quiser criar retratos realmente envolventes, concentre-se nos olhos e nas expressões faciais (não hesite em subornar o bichão com petiscos ou brinquedos para isso).

Veja o mundo deles

Para criar retratos realmente envolventes, mergulhe no mundo dos animais. Evite fotos de cima para baixo, pois distorcem a imagem: seu peludo parecerá ter uma cabeça grande demais para o resto do corpo. Coloque a câmera ou celular na altura do animal, mesmo que tenha que se deitar no chão para isso (bem, há o risco de várias lambidas na cara!).

Para capturar os momentos “uau”, use brinquedos ou sua voz para criar sons engraçados. O som certo no momento certo pode garantir aquele clique incrível do bichão inclinando a cabeça ou erguendo as orelhas.

Fique quieto

Sabemos que você nunca grita com seu cachorro e nem repete comandos como um disco arranhado. Sabemos, também, que o treinamento de obediência sempre associa gestos aos comandos. Hora, então, de colocar esses conhecimentos mais uma vez em prática, ajudando o animal a relaxar e, por tabela, conseguir cliques incríveis!

Observe o ritmo

Se você quer mostrar na foto como seu animal é brincalhão, evite disparar os cliques depois que ele acorda da soneca. Prefira horários em que o peludo, normalmente, está se divertindo. Vale a pena, porém, estar sempre com a câmera ou celular por perto para registrar situações únicas e inusitadas.

E o cachê?

O maior truque na fotografia de animais de estimação é “enganar” o “modelo” para que ele acredite que está tomando as decisões, quando na verdade você é que está motivando-o a fazer o que você quer, mas de forma indireta. Espalhe brinquedos, guloseimas ou objetos no cenário para despertar a curiosidade dos peludinhos e estimule-os a investigar e caçar enquanto dispara os cliques. Não se esqueça de caprichar no cachê (biscoitos, eba!),o que os tornará ainda mais cooperativos.

Chega mais!

Em vez de fotografar seu animal de estimação de longe, aproxime-se e concentre-se em características específicas, como nos olhos ou no perfil. Muitas câmeras e até celulares dispõe da função macro, que permite mostrar detalhes e obter imagens mais nítidas.

O zoom ajuda a registrar, de longe, momentos mais espontâneos, mas se o seu equipamento não tem esse recurso, relaxe: é possível recortar o que efetivamente interessa posteriormente, usando editores de imagem.

Não economize nos cliques

Antigamente, o custo da revelação de filmes nos obrigava a ser criteriosos nos cliques. Hoje, a única preocupação é com a memória do aparelho, então, não economize! Tire várias fotos para ter mais chances de sucesso e, depois, apague as que não deram certo.

Que olhos são esses?

O flash faz com que os olhos dos animais, como os dos seres humanos, pareçam no mínimo diabólicos. Se não for possível evitar, remova a cor indesejada em editores de imagem.

Fontes:

https://digital-photography-school.com

https://www.ephotozine.com

https://www.caninejournal.com

https://abeautifulmess.com

http://petphotogs.com

https://www.familycircle.com

https://www.barkgallery.com

https://www.businessinsider.com

https://www.infoescola.com

https://omeuolhar.com

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of

wpDiscuz