Voltar para os artigos

Raças > Cocker Spaniel Inglês

História e Características Gerais da Raça 

Afinal esta raça é espanhola (Spaniel),ou inglesa?

A origem é sem dúvida de cães que vieram da Espanha, mas o Cocker Spaniel Ingles, como é conhecido hoje, foi desenvolvido na Inglaterra. A raça foi desenvolvida ao mesmo tempo que o Springer Spaniel, o que mais tarde deu origem à linhagem do Cocker Spaniel Americano (aquele primo do focinho mais achatado!).

Dizem que o nome “Cocker” foi originado pelo uso destes cães para a caça de um tipo de galinha selvagem, chamada Woodcock, que era muito apreciada antigamente. Aliás, como caçador, sua função é a de espantar a ave para que o caçador possa abate-la em vôo.
Na verdade, vários tipos e tamanhos de cães diferentes eram chamados simplesmente de Spaniels. A primeira tentativa de dividi-los em grupos distintos foi feita com base no peso dos cães, sendo que os que pesavam abaixo de 11 quilos passaram a ser chamados de Cocker Spaniels e os que pesavam mais de 11 quilos eram chamados de Field Spaniels. Com o passar do tempo os criadores e clubes das raças decidiram que o tamanho, e não o peso dos cães, seria um critério melhor para dividi-los. Em 1885 o Spaniel Club definiu os primeiros padrões para cada tipo de Spaniel.

Embora o Cocker Spaniel Americano já existisse há muito tempo, cockers, Americanos e Ingleses, eram expostos e competiam uns contra os outros, até que em 1936 passaram a ser apenas “variedades” de uma mesma raça. A partir daí, clubes de Cockers Ingleses passaram a pedir que as duas raças não fossem mais cruzadas entre si e em 1946 o American Kennel Club garantiu o status de raça individual para ambos, Cocker Ingles e Cocker Americano.

 

Tamanho:
Machos: de 41 cm a 43 cm;
Fêmeas: de 38 cm a 41 cm (na cernelha).

Peso:
Machos:13 a 14,5 quilos
Fêmeas: de 12 a 13 quilos

Aparência:
Corpo robusto e compacto, com movimentos enérgicos e controlados.

Pelagem e Cor:
Pelagem sedosa, lisa ou ondulada; curta na cabeça e longa no corpo. Cor preto sólido, castanho-escuro ou vermelho, com manchas castanho-claras (pequena quantidade de branco é permitida),ou branco com a segunda cor bem definida.

Cabeça:
Crânio levemente arredondado, com focinho ligeiramente estreito; olhos atentos, arrendodados, castanho-escuro ou avelã; orelhas compridas, baixas e com penugem.


 

 

Perfil da Raça

O Cocker pode ser descrito como doce, afetuoso, muito social com estranhos e muito divertido. Embora não seja mais usado largamente como caçador, este cãozinho ainda possui todos os instintos necessários para fazê-lo. Basta olhar como eles gostam de manter o focinho grudado ao chão, sempre descobrindo um cheirinho novo que merece ser investigado!

Como animal de família eles são adoráveis e extremamente apegados aos seus donos, mas não toleram quando crianças os tratam com puxões de orelhas ou rabo.

Para obter-se o melhor desta raça é necessário ser amoroso e carinhoso, mas ao mesmo tempo é muito importante que o filhote saiba, desde cedo, quais são as regras e quem as dita!

De um modo em geral eles se tornam tranqüilos quando adultos e excelentes companhias, tanto para idosos quanto para pessoas ativas.

No livro The Intelligence of Dogs de Stanley Coren o Cocker Spaniel Inglês ocupa a 18ª posição entre as raças mais inteligentes. Ainda segundo o autor, isto significa que eles são excelentes para executar tarefas de trabalho. O treinamento de simples comandos são normalmente assimilados depois de 5 a 15 repetições e serão memorizados facilmente, embora ainda possam melhorar com a prática. Eles respondem ao primeiro comando em cerca de 85% dos casos, ou mais. Em caso de comandos mais complexos é possível notar, ocasionalmente, uma pequena demora no tempo de resposta, mas que também pode ser eliminada com a prática destes comandos.

Um fenômeno pouco agradável observado por treinadores e criadores, é que alguns cães desta raça, bem como os Springers Spaniels, desenvolvem uma atípica e excessiva agressividade, aparentemente relacionada com a epilepsia.

Vale lembrar que é bom que o dono tenha um cuidado especial com as orelhas de seus amiguinhos. Compridas e abafadas, elas grudam sujeira com facilidade (até quando eles comem) e se ficarem úmidas podem causar malcheiro, infecção e, eventualmente, surdez.

Obs.: O gráfico acima é o resultado de um estudo realizado por Benjamin L. Hart e Lynette A. Hart, veterinários e Phd’s em comportamento animal, que entrevistaram dezenas de veterinários, treinadores e juizes de competições de obediência nos EUA.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of

wpDiscuz