Voltar para os artigos

Raças > Yorkshire Terrier

Yorkshire_Terrier_909899

História e Características Gerais da Raça

Embora a primeira coisa que chame a atenção quando vemos um Yorkshire Terrier seja a beleza deste cãozinho, a sua origem não é tão glamourosa quanto se pode pensar. Trazidos por Escoceses para a cidade de Yorkshire – Inglaterra no final do século 18, Skyes Terriers e Clydesdale Terriers começaram a ser cruzados com cães locais para desenvolver uma nova raça que fosse fácil de ser carregada e que pudesse ser usada nas minas de carvão para exterminar ratos.

Os primeiros Yorkies eram muito maiores do que os atuais (entre 6 e 7 kilos),e foi através da reprodução seletiva por mais de 20 anos que chegamos nas versões hoje conhecidas de 1,3 quilos a 3,5 quilos. Também é atribuído ao cruzamento com Malteses o aprimoramento da pelagem dos Yorkies atuais.
O York mais famoso dos primórdios da raça era chamado Huddersfield Ben, ele nasceu em 1865 e morreu em 1871. Ben pode ser considerado o pai dos novos Yorkies e, na época, ele foi um grande padreador, ganhador de muitos prêmios nas competições de beleza e conformação.

Expor um York é uma tarefa extremamente especializada, dispendiosa e consumidora de tempo, devendo ficar limitada apenas àqueles que realmente são entusiastas. Conseguir que o pêlo cresça adequadamente e prepara-lo para exposição não é nada fácil.
Tamanho:
até 23 cm (na cernelha).

Peso:
até 3,5 quilos.

Aparência:
Corpo compacto, equilibrado com movimentos ágeis e descontraídos.

Pelagem e Cor:
Pelagem lisa, sedosa, densa, longa e lustrosa. Cor Azul-escura uniforme do pescoço à ponta da cauda, com tons castanho-amarelado no focinho, base das orelhas, laterais da cabeça, tórax e partes inferiores das patas. O filhote nasce praticamente todo preto e só atingirá a sua cor padrão por volta dos 12 aos 18 meses de idade.

Cabeça:
Topo da cabeça reto; focinho de tamanho médio; nariz preto; olhos escuros, inteligentes e cheios de vida; orelhas em formato “V”, pequenas, eretas ou semi-eretas;

Cauda:
Cortado ao nascer pela metade, mantido pouco acima do dorso.

Expectativa de Vida:
De 15 a 16 anos.

 

Yorkshire-Terrier-2

Perfil da Raça

Não se deixe enganar por esta aparência frágil! Os Yorkshire Terrier podem ser descritos como uma bola de fogo dentro de uma embalagem pequena. Apesar de ser criado apenas como cão de companhia, todos os seus instintos de “grande” Terrier continuam vivos!

Yorkies são vivos, inteligentes, curiosos, cheios de energia, cabeças-duras e extremamente apegado ao dono.

Tal como seus primos maiores, outros terriers, Yorkies têm opinião própria, são independentes e adoram manipular seus donos, conseguindo que estes acabem fazendo exatamente o que eles querem. Os machos parecem ser especialmente devotados aos donos e muito mais orientados para o convívio com os humanos do que as fêmeas. Também não é incomum ver estes pequenos camaradinhas desafiando cães bem maiores (na verdade, ser maior do que um York é fácil!),que invadem” o território que eles consideram propriedade particular. Sem demonstrar medo ou intimidação, nossos pequenos heróis disparam na direção dos grandões latindo furiosamente! “Saiam da minha frente seus feiosos!!!”, parecem dizer.

Outra característica da raça que pode ser surpresa para os que não conhecem bem um Yorkshire Terrier, é que apesar da aparência e tamanho adoráveis, eles nunca ficam quietos por muito tempo, nem tampouco gostam de ficar o dia inteiro no colo. Yorkies estão sempre ocupados e possuem muita energia.

Apesar de toda esta personalidade forte, Yorkies aprendem muito rápido e, se forem treinados com amor e consistência, são capazes de executar qualquer comando de obediência como os melhores campeões.

A dificuldade que muitos donos de Yorkies encontram na hora de treinar seus cãeszinhos a fazer xixi e cocô no lugar certo é na verdade mais por culpa dos donos do que dos cães. Acontece que, porque os filhotes são muito pequenininhos e o volume da sujeira não é nada assustador, a maioria dos donos não reforçam para seus cães a importância de fazer as necessidades no lugar correto, e acabam deixando o problema evoluir sem controle.

Yorkies adoram a companhia de seus donos e detestam ficar sozinhos por muito tempo. Pessoas que trabalham o dia inteiro fora deveria escolher uma outra raça ou então se certificar de que o pequeno cão não irá arranjar encrenca e acabar se machucando seriamente com objetos da casa.

Outra característica que pode se tornar um problema para aqueles que moram em prédios e deixam seus cães sozinhos por muito tempo, é a tendência que a raça tem de ser extremamente barulhenta quando escutam algum barulho estranho no lado de fora da casa. Yorkies podem ser especialmente irritantes quando resolvem latir sem parar.

Apesar de adorarem brincar com crianças, quando estas são gentis e sabem como manusear cães de pequeno porte, é aconselhável não deixar que crianças muito pequenas fiquem pegando um Yorkshire no colo, especialmente enquanto ele ainda é um filhote. Uma boa dose de cuidado deve ser tomada já que, devido à natureza delicada destes cães, qualquer salto ou pulo de uma altura que seria normalmente considerada como sendo pequena, pode acabar machucando o bichinho.

Uma última recomendação é que Yorkies não deveriam ser comprados antes de 10 semanas de vida, e preferencialmente com 12 semanas de vida. Isso porque ao contrário de raças maiores, Yorkies ainda podem ser facilmente traumatizados antes de 10 semanas de vida e também podem, mais facilmente, contrair doenças e não sobreviver devido ao seu pequeno porte.

No livro The Intelligence of Dogs de Stanley Coren o Yorkshire Terrier ocupa a 27ª posição entre as raças pesquisadas. Ainda segundo o autor, isto significa que eles são considerados acima da média nas habilidades de trabalho. Embora eles demonstrem um entendimento preliminar de novas tarefas simples depois de 15 repetições, normalmente serão precisas de 15 a 20 repetições antes que eles obedeçam de forma mais imediata. Estes cães se beneficiam enormemente de sessões extras de treinamento, especialmente nos primeiros estágios de aprendizagem. Depois que eles aprendem e adquirem o hábito do novo comportamento, eles geralmente retêm os comandos com uma certa facilidade. Outra característica destes cães é que eles costumam responder logo no primeiro comando em 70% dos casos, ou ainda melhor que isso, dependendo da quantidade de tempo investido no treinamento deles. A única coisa que os separa dos melhores cães em obediência é que eles tendem a demorar um pouquinho mais de tempo entre o comando dado e a resposta, além disso eles parecem ter um pouco mais de dificuldade em se concentrar no comando na medida em que o dono se distancia fisicamente deles. No entanto, quanto maior a dedicação, paciência e persistência do dono/treinador, maior o grau de obediência desta raça.

Obs.: O gráfico acima é o resultado de um estudo realizado por Benjamin L. Hart e Lynette A. Hart, veterinários e Phd’s em comportamento animal, que entrevistaram dezenas de veterinários, treinadores e juizes de competições de obediência nos EUA.

Deixe um comentário

3 Comentários em "Raças > Yorkshire Terrier"

Notify of

klaudia kremp
4 anos 23 dias atrás

gostei bastante do artigo acima. Bem explicado e de fácil entendimento.

Wanda BARRETO LOPES
4 anos 24 dias atrás

Boa Tarde,

Tenho um cachorro Pastor Alemão com a idade de 2 anos e 05 meses. Ando com ele duas
vezes por dia, ele é muito dominante e no inicio da caminhada costuma puxar muito para
cheirar o ambiente, a fim, de poder fazer xixi. A volta já é mais tranquila, pois já se encontra
cansado. Gostaria de saber qual a coleira mais indicada para poder ter uma
caminhada mais tranquila com ele, pois ele já está muito forte.

Certa de sua atenção,

Wanda B. Lopes

BitCão
4 anos 19 dias atrás

Olá Wanda, o ideal para você é a Gentle Leader, já que ele puxa durante o passeio.

wpDiscuz