Voltar para os artigos

Seu cachorro “mata” os bichos de pelúcia?

cães destruidores

Muitos cachorros adoram bichos de pelúcia. Carregam para lá e para cá, levam para a caminha e só se “desfazem” do brinquedo quando o dono enjoa e decide comprar outro. Mas há aqueles cãezinhos – muitos – que parecem ser verdadeiros serial killers. Com os olhos vidrados, orelhas em pé, os cães destruidores não economizam em latidos e uivos até terem as “presas” – galinhas, ursinhos, coelhos – nos dentes. Chacoalham, seguram com as patas, rasgam e nhaaaac! Em poucos minutos o recheio e pedaços do tecido estão voando pela sala e adeus, brinquedo novo!

 

Daí vem a dúvida: será que a diversão que vem em formato de animais de verdade poderá transformar o totó numa máquina de moer ossos? Numa espécie de Jack Estripador de quatro patas? Calma! Por mais reais que pareçam, brinquedos não incentivam o instinto natural de caça de nossos cães.

 

Para explicar melhor, vamos às teorias. Até pouco tempo, acreditávamos que os nossos adoráveis peludinhos eram descendentes diretos do lobo. Porém, novos estudos do genoma canino apontam que o cão pode ser fruto da domesticação de lobos europeus já extintos, realizada por caçadores. Cães e lobos tiveram um ancestral comum, muito longínquo, mas um não é a “domesticação do outro”. A sobreposição de alguns genes seria pelo cruzamento híbrido de lobos com cães já domesticados, e não pela evolução do cão doméstico diretamente pela linhagem dos lobos.

Untitled-1

Outros estudos remontam a origem dos cães a lobos selvagens que, obviamente, precisava caçar para sobreviver.  O comportamento de sacudir brinquedos em muito se assemelha ao comportamento desses animais de chacoalhar suas pequenas presas para matá-las quebrando a espinha, da mesma forma que “arrancar” o estofo dos bichos de pelúcia se parece com o modo como os predadores tiram as entranhas dos animais abatidos. Mas esses são apenas comportamentos instintivos, o que não quer dizer que nossos peludinhos sejam assassinos em potencial.

 

Brinquedos não possuem odor semelhante ao cheiro de um bicho, e o olfato é o sentido mais importante para os cães (muito mais do que a visão ou audição) para se orientar no ambiente.  O que realmente conta para chamar a atenção do peludo, despertar seu instinto de caça e fazê-lo perseguir outro animal é o cheiro da presa e o movimento de fuga que os bichos de verdade possuem.

 

Mas a genética dos animais deve ser levada em conta. Todo cão foi criado para desenvolver um trabalho, e algumas raças são especialmente selecionadas para caçar, pastorear, guardar, correr, lutar ou fazer companhia.  O impulso predatório, o que faz realmente um cachorro matar outro animal, precisa estar no DNA dos peludos: um brinquedo não vai ter “força” suficiente para ser um estímulo eficaz.

 

Como exemplo, temos uma Border Collie que faz a linha cães destruidores e é mestre em arrancar o enchimento de todos os brinquedos de pelúcia, como se estivesse tirando todas as entranhas do bicho.  No entanto, por ser um cão pastor, ela cerca e encurrala os bichos silvestres que encontra, mas é incapaz de atacá-los ou mordê-los.  Por outro lado, nosso Terrier (raça própria para caçar e exterminar roedores e outros bichos de toca) era todo cuidadoso e carinhoso com seus bichinhos, mas tínhamos de tomar o maior cuidado do mundo com os gatos, gambás e porcos-espinhos que entrassem no nosso terreno, pois ele saía como um louco para atacar os coitados.

 

Portanto, se o seu cão curte detonar uma pelucinha, deixe-o ser feliz, ainda que você planeje passar as férias num hotel fazenda repleto de patos e galinhas. E não fique triste se o brinquedo durar pouco, pois são ferramentas importantes no controle da ansiedade e ajudam o bicho a gastar energia e dar vazão aos instintos naturais. Destruir os brinquedos faz parte de um comportamento saudável, desde que o cão não engula pedaços que vão sendo arrancados, e desde que ele entenda que só pode brincar e destruir os seus brinquedos e não os outros objetos da casa. Sem dúvida, é muito mais barato repor um brinquedo do que um sofá ou um batente de porta.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of

wpDiscuz