Voltar para os artigos

Treine o que considerar importante

treinamento de cães

É realmente importante que o seu cão role de um lado para o outro sob comando? Ou que se sente e erga as duas patas da frente quando você disser “cumprimenta”? Ok, estamos falando de truques, um passo à frente ao treinamento básico, mas os dois exemplos nos ajudam a refletir sobre o comportamento desejado para um cachorro. O que é importante para você não precisa ser para o vizinho, e vice-versa. Nossos peludos são parte da família, e cada uma tem suas próprias regras e prioridades. Se o seu cachorro se encaixa bem nas suas regras, está tudo certo.

Certa vez fui questionada por uma cliente sobre a real necessidade do seu cão caminhar do lado esquerdo. Existem várias teorias para explicar esse hábito – um policial, por exemplo, conduz seu animal dessa maneira para manter a mão direita livre e sacar a arma se necessário – mas o que importa mesmo para nós, cidadãos comuns, é que a mão livre possa ser usada como alavanca para corrigir ou conter o animal. Se você tem mais facilidade para conduzir o bicho do outro lado, sem problemas! A gente só não recomenda que o peludão fique trançando de um lado para o outro, ou vocês poderão protagonizar situações patéticas, hehe.

Outra questão recorrente é se devemos permitir que o cão caminhe a nossa frente. Muitos adestradores garantem que se trata de uma questão de liderança, que o animal sempre deve estar um pouquinho atrás da sua perna. Essa prática, bem como não permitir que o bicho passe a sua frente na porta, por exemplo, é indicada para cães dominantes, que não obedecem e que precisam aprender a não enfrentar seus donos quando são contrariados. Se o seu cachorro conhece os limites e não dá problema, que mal há em caminhar a sua frente, cheirando tudo e abanando o rabo feliz?

Existem, sim, cães com temperamento dominante, e isso deve ser observado para não se criar um animal desajustado, que faz o que bem entende – muitos com esse perfil, criados com “rédea solta”, acabam doados, abandonados ou proscritos no quintal porque ninguém consegue interagir com a “fera”. Com raras exceções, a culpa é do dono, que achava bonitinho tudo o que aquela linda bolinha de pelos fazia na infância e não pensou os limites necessários.

Cães devem ser educados para atender aos comandos que o dono julgar necessários e ter uma convivência saudável com a família. Eles podem dormir no sofá, na cama, desde que entendam que se trata de uma concessão – quando convidados a sair, não podem mostrar os dentes nem rosnar, e não o farão se tiverem uma relação de respeito e confiança. O treinamento de obediência básica, quando desenvolvido com amor, constrói esses elos que valerão pelo resto da vida. É importante, sim, que o bichão atenda os comandos junto, vem, senta e, principalmente, não.

Analise sempre seu próprio estilo de vida e treine o animal para se adequar a ele. Uma família de idosos não vai querer que o cão pule loucamente ou que lata cada vez que alguém abre a porta do elevador. Por outro lado, crianças vão se encher de orgulho com um cão que senta, dá a pata e ainda faz alguns truques. Vale lembrar, nessa avaliação, que tipo de vida o animal vai ter: ficará sempre em casa ou acompanhará os donos em viagens e passeios? Vai passear de carro? Frequentar a casa de amigos? A educação do bichinho é semelhante à de uma criança. Cães que destroem tudo certamente não serão bem-vindos em qualquer lugar, e esse é um ponto a ser considerado – a tendência é que ele repita fora os comportamentos permitidos em sua própria casa.

A chave do sucesso é dar ao animal segurança e permitir o entendimento do que se espera dele, ou seja, treinar o bicho para que ele confie no dono e que acate decisões sem discussão. Dessa forma, você não terá um soldado ou uma máquina de fazer truques, mas um companheiro e cúmplice por muitos e muitos anos.

 

Cláudia Pizzolatto e Regina Ramoska

 

Leia também:

Adestramento: não dá para viver sem
Não seja chefe, mas líder
Transforme seu cachorro em artista

treinamento de cães

 

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of

wpDiscuz